Publicidade

Decore > Outros ambientes
21/08/2010
Jeitos de morar
Texto Adriana Fricelli | Fotos Sidney Doll
Se a ideia é morar em um lar que tenha a sua cara, então traga para o ambiente elementos que sintetizam sua história, seus pensamentos e seus gostos. A seguir, exemplos criativos de quem imprimiu, no décor, o seu jeito de viver.














AFETIVA
 
No apartamento da arquiteta Cristiane Py, cada peça traz uma história. A mesa de canto, por exemplo, foi comprada pela mãe, juntamente com outras quatro, de um bar que estava fechando as portas. Quando cada filho saiu de casa, levou uma de recordação.  Como complemento à ambientação, cristiane arrematou uma cristaleira de um antiquário para exibir, além de taças, a coleção de carrinhos do marido. Acima, a sopeira em Faiança faz referência ao prato Spaghetti dell'Orto, com que geralmente recebem os amigos. A vitrola foi apresentada por um boliviano. Tomada por um sentimento de nostalgia, a arquiteta não teve dúvidas: fez do aparelho uma peça decorativa. Na parede, o quadro, adquirido durante uma viajem a Reims, na França, deixa evidente a paixão dos moradores por vinho. Por trás de tudo, tijolinhos à vista resgatam a infância vivida, de pé no chão, numa casa grande.



Antes guardados, os carros que o marido coleciona desde os 10 anos estão na cristaleira.







Sobre os banquinhos que se tornam um tótem quando empilhados, ficam os álbuns de fotos da família. 
Projeto, Cristiane Py; parede de tijolos, Pedro Ernesto; poltronas, Tok&Stok; luminária, La Lampe; marcenaria, Italy Móveis; futons, Sofuton; sopeira, O Casarão; tapete e mesinha lateral, acervo da família.



















ESPORTIVA
Na casa de uma arquiteta, paisagista e corredora de aventura, as bikes e as plantas não poderiam ser excluídas da decoração. Por isso, Luciana Cox quebrou os janelões que separavam a sala de jantar do corredor lateral e trouxe, para o interior, o jardim com suas palmeiras-ráfis, filodendos e espatódeas. As adaptações ofereceram a atmosfera ideal para a arquiteta enganchar suas parceiras – cinco no total, incluindo uma dobrável comprada na china – que a acompanham nos treinos diários que variam de duas a quatro horas. Para complementar este cenário tão ameno, ela afundou o piso para a criação de um espelho d'água, mantido com cloro e ativado duas vezes ao dia por uma bomba automática. A transição entre uma área e outra foi feita pela parede de tijolos, que deu continuidade à proposta rústica da laje aparente, com estruturas à mostra, uma ideia do pai engenheiro. O piso, levemente desgastado, seguiu a mesma proposta.



Como um presente a si própria, Luciana faz questão de manter a casa sempre produzida e repleta de flores, mesmo que esteja sozinha. Além disso, nunca se sabe quando poderá ser surpreendida.

Para proteger as bikes da chuva, as vigas foram cobertas por um vidro temperado. Os tijolos receberam uma camada de seladora.
Projeto, Luciana Cox; bar, Depósito São Martinho; flores e produção, The Flower Power; cobertura, Toque de Classe Coberturas; móveis e objetos, acervo da família.




    















TECNOLÓGICO

Nem precisa dizer que Noel, o dono deste quarto, é um estudante apaixonado por carros, mais precisamente, por Subarus, como mostram as prateleiras repletas de miniaturas trazidas das viagens ao exterior. Por isso, em vez de cabeceira, o arquiteto Walter Fagundes sugeriu um painel com uma foto de carro adesivada. A escolha recaiu sobre o Porsche GT 2. A temática também está presente no volante, que plugado ao vídeo-game, transforma-se num simulador para corridas em alta velocidade. A tinta acrílica fosca azul, aplicada na porta e em uma das paredes, ofereceu um contraste vibrante ao piso de fórmica branca. Para não quebrar paredes, toda a fiação ficou aparente, contribuindo para o visual arejado do dormitório.


A cama, da Auping, tem altura regulável por controle remoto. A cortina da Luxaflex permite filtrar a luz parcial ou totalmente. Tudo pensando no bem-estar do jovem.

O quarto foi organizado com prateleiras e acessórios para Noel passar a maior parte do tempo. Destaque para a ilha de vídeo-game, home-theater e jogos.
Projeto, Walter Fagundes; execução, Index Brasil design; piso, Única Laminados; tinta, Suvinil; cama, Auping; luminária, Bertolucci; tapete, Avanti; marcenaria, equipe do arquiteto e Barros Decorações; painel adesivado, Imagem 3; cortina, Luxaflex; cubo luminoso, Imaginarium.





  














ARTESANAL

Nesta casa, todos respiram e fazem arte, independentemente da idade. Uma característica que acompanha a família desde quando a bisavó da moradora Marilange Ziggiatti fundou o conservatório Carlos Gomes, em campinas, há mais de 80 anos. Hoje, à frente da escola, Marilange não consegue, nem pretende, dissociar sua vida pessoal do trabalho. A prova está na sua casa, construída pelo arquiteto evandro Ziggiatti Monteiro e decorada pela designer de interiores Vanessa Viali. Nela, todos os cômodos, móveis e detalhes estão pontuados por trabalhos artesanais, que entregam o envolvimento dos moradores com este universo artístico, como fica claro no ateliê do tear. Aqui, ela compartilha com a filha, Thama, os pontos que ela mesma cria.



Garantir vasta luminosidade era uma das maiores preocupações do arquiteto, que construiu toda a casa de acordo com os preceitos da sustentabilidade. Por isso, o pé-direito alto e os vidros em abundância.

Para manter o rústico da arquitetura, a casa foi decorada com móveis de demolição e artesanato. Além do tear, Thama ainda faz atividades como balê, teatro e toca violoncelo, acompanhada pelo pai Willy Roosevelt.

Projeto arquitetônico, Evandro Ziggiatti Monteiro; interiores, Vanessa Viali; execução da obra, Eduardo e Marcos Avellar; projeto de iluminação, Taís Vogt; marcenaria, Marcenaria Sant’Anna; teares, Teares Campidelli; armário, Cantinho Meigo. 

Fotos de Ricardo Novelli


E você, com que estilo combina mais? Clique para responder nossa enquete!
 
Fechar
Mostre o seu espaço, receba a nossa Newsletter semanalmente e participe de concursos! Faça parte de nosso portal, cadastre-se!

As melhores revistas de decoração do Brasil!

Quero parabenizar pela edição de maio da Casa & Decoração, que foi muito bem elaborada e tem matérias bastante úteis. Continuem neste caminho, melhorando e buscando atingir o máximo de leitores possíveis

Alessandra Silva, Salvador - Bahia, via e-mail
Editora Online